Hoje, Dia Mundial do Livro, chegou pelo correio eletrónico um email carregado de poesia. Poesia que, afora a musicalidade das palavras, chegou de mãos dadas com acordes de piano. O autor e diseur, Carlos Peres Feio, que esteve connosco no lançamento da Revista Literária, um feliz acontecimento que decorreu na Biblioteca Gustavo Pinto Lopes, no ano letivo transato, presenteou-nos com o vídeo (fresquinho) de um momento do espetáculo de Nuno Barroso, com quem tem percorrido o país. Juntou ainda a letra do poema. É pois, deste modo "espetacular", em que a poesia sobre o palco, que a Revista Literária assinala o Dia Mundial do Livro e o seu valor perene para a nossa espécie.

 

 

 

CONFIANÇA NUM TEMPO MELHOR

De carlos peres feio – Dezembro 2017

 

o meu amigo Bandarra disse

 

‘em dois sítios me achareis, 
por desgraça ou por ventura: 
os ossos na sepultura,
a alma nestes papéis.’

 

assim sendo o que vos posso dizer?

que sou português como vós e homem de muita esperança

estarão aqui outros amigos

de longe - de outras paragens

o meu abraço é geral

eu gosto por igual

deste rio e suas margens

 

venha já um novo ano

venham tempos mais suaves

que se apague todo o fogo

que a água não nos falte

nós somos sempre um povo

olhos postos no futuro

não são os dias difíceis que nos

que nos fazem recuar

 

aqueles que nos governam

e por vezes mal o fazem

não podem esperar

que sempre os suportemos

 

tivemos tempos piores

é verdade – recordamos

isso não é desculpa para

para pararmos no tempo

todos os dias o futuro acontece

 

temos filhos e netos

que queremos junto a nós

um desejo eu formulo

que aqueles que viajam

para países bem longe

que o façam por vontade

não por necessidade

porque o melhor de tudo

é por cá serem felizes

 

mas eu tenho confiança

certamente vós também

teremos um Portugal melhor

 

tenham esperança

fiquem bem

***